São Paulo, 468 anos: temos o que comemorar?

A cidade mais rica do país completa hoje 468 anos. O que ela tem oferecido para a população em situação de rua?



Culturalmente e financeiramente rica, a cidade de São Paulo completa hoje 468 anos. A vida agitada aliada a um mercado de trabalho movimentado é o que mais atrai as pessoas para SP. Porém, as vantagens de São Paulo são para todos?


Os impactos socioeconômicos dos últimos anos em decorrência da pandemia fizeram com que fosse cada vez mais difícil para os brasileiros manterem um padrão de vida digno. Consequentemente, houve um aumento significativo da população em situação de rua. De acordo com o Censo divulgado pela prefeitura de São Paulo, são quase 32 mil pessoas vivendo nas ruas da cidade.


“Em dois anos, essa população cresceu 31%. Isso contando também quem pernoita em abrigos. Levando em consideração apenas os que ficam o tempo todo na rua, o aumento registrado pelo Censo é ainda maior: 54%. O novo Censo também mostra que 18 em cada 100 pessoas vivem há menos de um ano nas ruas.”

morador de rua
Reprodução: streetmemoriesgallery

Diante desse cenário de emergência, o que São Paulo tem oferecido a essas pessoas?


Para a maioria delas, descaso, discriminação, miséria e fome. Os extremos se encontram: uns passam nas calçadas, outros dormem nelas. Uns tem a visão de cima, outros só olham de baixo. Uns jogam comida fora, outros reviram o lixo por sobras. Uns são vistos, outros não.


A população em situação de rua é parte de São Paulo e deve ser acolhida, ouvida, vista e ter o direito de usufruir dos benefícios da cidade. São Paulo é riqueza, história, cultura, lazer, mas também é desigualdade.


Temos mesmo o que comemorar?


Siga a SP invisível no Instagram, Facebook e TikTok.


Fonte: G1

 

INSCREVA-SE NO NOSSO PORTAL E RECEBA MAIS NOTÍCIAS

Obrigado!